"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

24 de março de 2016

Lançamentos em Março (2ª Parte)

A Última a Saber, de Elizabeth Adler

Lançamento a 8 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Evening Lake: um refúgio calmo e idílico no Massachusetts ocidental, com uma comunidade de famílias muito unida. O detective Harry Jordan encara a sua casa à beira do lago como uma pausa na resolução de crimes nas ruas de Boston... até que o crime chega a Evening Lake.
Harry Jordan está a dar uma caminhada quando uma explosão rasga a noite: a casa das Havnel é engolida por uma conflagração e Bea Havnel é vista a fugir com o cabelo em chamas e a mergulhar no lago. Misteriosas e reservadas, Bea e a mãe, Lacey, chegaram há pouco a Evening Lake e são muito diferentes das famílias abastadas da comunidade. Bea sobrevive ao fogo, mas a mãe não, e Harry vê-se metido na investigação. Tal como o jovem Diz Osborne, que, sem o conhecimento de ninguém, carrega um segredo pesado: ele viu outra pessoa a remar no lago naquela noite. Quando se descobre que Lacey Havnel não morreu por causa da explosão, mas de uma facada, torna-se claro que anda um assassino à solta. E esse assassino está pronto a atacar de novo. Contado no estilo inimitável de Elizabeth Adler, com descrições animadas e uma dinâmica familiar intrincada, Última a Saber é uma história empolgante.

A Rapariga que Derrotou o Estado Islâmico, de Farida Khalaf com Andrea C. Hoffman

Lançamento a 8 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
Farida Khalaf tem uma história para contar.
É a história de uma rapariga cuja vida foi cortada ao meio.
É a história de um antes e um depois.

Em Agosto de 2014, Farida tinha 17 anos, uma família numerosa e uma melhor amiga com quem partilhava segredos e sonhos de futuro. Na sua aldeia no Iraque reinava a paz. Mas isso era "antes".
O "depois" impôs-se com a brutalidade de um pesadelo. Decorria ainda o mês de Agosto quando a sua aldeia, não-muçulmana, foi ocupada pelo Estado Islâmico. Os aldeãos enfrentaram as ameaças com a dignidade da fé. Unidos, recusaram converter-se ao Islão.
E pagaram o preço. Os jihadistas assassinaram todos os homens e rapazes, e raptaram as mulheres e crianças.
O que se seguiu está para lá dos limites da imaginação. O dia a dia feito de espancamentos e violações. A indignidade dos mercados onde o Estado Islâmico vendia as prisioneiras como se fossem gado. Mas após várias tentativas de suicídio, a revolta falou mais alto. Farida decidiu lutar até ao fim das suas forças. E um dia, os terroristas esqueceram-se de trancar a porta do seu quarto. Foi o dia com que sonhara durante os longos meses de cativeiro. Foi o dia em que fugiu pelo deserto da Síria disposta a morrer pela liberdade.

Farida Khalaf tem uma história para contar.
E é uma história extraordinária. 

Uma História de Amor e Trevas, de Amos Oz

Lançamento a 8 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Saga de uma família e mágico auto-retrato de um escritor, Uma História de Amor e Trevas é a história de um menino que cresce numa Jerusalém devastada pela guerra, num pequeno apartamento apinhado de livros e de parentes que falam diversas línguas. A história de um adolescente cuja vida mudou para sempre com o suicídio da mãe. A história de um homem que declara a sua independência e volta costas ao mundo em que cresceu, deixando para trás as restrições da família e da comunidade, a fim de assumir uma nova identidade num novo lugar: o kibutz Hulda, na fronteira com o mundo árabe. A história de um escritor que se torna um participante activo na vida política da sua nação.
Autobiografia em forma de romance, Uma História de Amor e Trevas é uma complexa obra literária que abarca as origens da família de Amos Oz, a história da sua infância e juventude e a trágica vida dos pais. É também a extraordinária recriação dos caminhos percorridos por Israel no século XX, da diáspora à fundação de uma nação e de uma língua: o hebraico moderno; e uma reflexão sobre a história do sionismo e a criação de Israel como necessidade histórica de um povo confrontado com a ameaça de extinção.

Príncipe Lestat, de Anne Rice

Lançamento a 8 de Março - COMPRAR

Sinopse:
O regresso das personagens que se tornaram eternas na imaginação e no coração dos leitores

"Príncipe Lestat" é um romance épico, exuberante e ambicioso que reúne todos os mundos e seres das lendárias Crónicas do Vampiro.
Da actualidade ao antigo Egipto, passando pela Cartago do século IV e pela Veneza renascentista, este romance apresenta criaturas fascinantes e anuncia sangue novo para saciar os leitores.
Neste livro, o mundo dos vampiros está em crise; em todo o mundo, a mando de uma Voz misteriosa, estes têm sido queimados e massacrados. Cabe então a Lestat e ao seu séquito de bebedores de sangue desvendar os segredos sobre quem é e o que quer essa Voz.

Hitler Morreu no Bunker?, de Eric Frattini


Sinopse:
Celebraram-se, a 30 de Abril de 2015, os setenta anos sobre o suicídio de Hitler. No entanto, terá Hitler realmente morrido no seu bunker? Os seus restos mortais nunca foram encontrados… Eric Frattini teve acesso a numerosos testemunhos e documentação da época que demonstram a incerteza que rodeia a sua morte e as pistas sobre a suposta fuga de Hitler e da sua esposa, Eva Braun, colocando-as agora, pela primeira vez, ao dispor dos leitores. O autor consultou mais de duas mil páginas de documentos que falam da fuga de Hitler nos arquivos do FBI, CIA, MI6, OSS, KGB, FSB e CEANA (Comissão de Esclarecimento das Actividades Nazis na Argentina). Ficará nas mãos do leitor decidir se o homem mais odiado do mundo acabou os seus dias com um disparo na cabeça fechado num bunker obscuro ou numa confortável casa nalgum local perdido na Patagónia.

Lobo Solitário, de Jodi Picoult

Lançamento a 11 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
Quando um lobo sabe que o seu tempo está a terminar e que já não é útil à sua alcateia, muitas vezes escolhe afastar-se. Morre assim afastado da sua família, do seu grupo, mantendo até ao fim todo o orgulho que lhe é próprio e mantendo-se fiel à sua natureza. Luke Warren passou a vida inteira a estudar lobos. Chegou inclusivamente a viver com lobos durante longos períodos. Em muitos sentidos, Luke compreende melhor as dinâmicas da alcateia do que as da sua própria família. A mulher, Georgie, desistiu finalmente da solidão em que viviam e deixou-o. O filho, Edward, de vinte e quatro anos, fugiu há seis, deixando para trás uma relação destroçada com o pai. Recebe então um telefonema alarmante: Luke ficou gravemente ferido num acidente de automóvel com Cara, a irmã mais nova de Edward. De repente, tudo muda: Edward tem de regressar a casa e enfrentar o pai que deixou aos dezoito anos. Ele e Cara têm de decidir juntos o destino do pai. Não há respostas fáceis, e as perguntas são muitas: que segredos esconderam Edward e Cara um do outro? Haverá razões ocultas para deixarem o pai morrer… ou viver? Qual seria a vontade de Luke? Como podem os filhos tomar uma decisão destas num contexto de culpa, sofrimento, ou ambos? E, sobretudo, terão esquecido aquilo que todo e qualquer lobo sabe e nunca esquece: cada membro da alcateia precisa dos outros, e às vezes a sobrevivência implica sacrifício. Lobo Solitário descreve de forma brilhante a dinâmica familiar: o amor, a protecção, a força que podem dar, mas também o preço a pagar por ela. 

Velhas Traições, de Olen Steinhauer

Lançamento a 11 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Dois Espiões, ex-amantes, um encontro. Qual deles sairá vivo deste jantar? Há seis anos, Henry e Celia eram amantes e colegas, e trabalhavam na CIA em Viena. Até que os terroristas sequestraram um avião no aeroporto. Uma tentativa de resgate, delineada no interior da agência, correu terrivelmente mal. Todos os passageiros morreram. Essa noite continua a assombrar todos os que a viveram; para Henry e Celia, foi o fim da sua relação. Celia decidiu mudar de vida, deixou a CIA, casou e teve filhos. Agora vive uma vida normal nos subúrbios da Califórnia. Henry continua a ser analista na agência e foi aos Estados Unidos para a ver, para reviver o passado, talvez, ou para o deixar para sempre para trás. Mas nenhum deles pode esquecer a pergunta: será que o seu agente infiltrado estava comprometido? Cada um deles pergunta-se também qual o papel do outro em toda a situação. Poderão confiar um no outro? Um livro intenso, emocionante e inquietante que o vai manter refém até à última página.

Tim, de Colleen McCullough

Lançamento a 11 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Uma história de amor única e inesquecível. Mary Horton tem quarenta e três anos e vive num subúrbio tranquilo, de classe média, na costa australiana. É uma mulher solteira, muito rígida e distante, que conseguiu construir uma vida às suas próprias custas, mas o seu conceito de «vida» não inclui relações pessoais. Sem um namorado nem amigos, Mary não quer deixar ninguém entrar na sua vida solitária. Tim Melville é um trabalhador manual de vinte e cinco anos, com o rosto e o corpo de um deus grego, mas a cabeça de uma criança. Num mundo cruel e inflexível, apesar da sua família maravilhosa, Tim acaba muitas vezes por se deixar levar pelos que se dizem seus amigos e que se aproveitam dele. Tim conhece Mary por acaso, numa manhã de verão, e aquilo que começa por ser um dia de trabalho para ele transforma-se numa relação que vai mudar a vida dos dois. 

Sibéria, de Olivier Rolin

Lançamento a 11 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Rios gigantes, desertos gelados, taiga sem limites, temperaturas extremas: na Sibéria, a geografia é de uma grande rudeza. A história também, pois fez dela a terra dos condenados e dos deportados, um dos nomes do Sofrimento do século XX. E no entanto é possível encontrar um encanto secreto nesta parte do mundo, que tão bem materializa o velho termo solidão, e que é uma espécie de alto-mar na terra. Foi o que me aconteceu. As crónicas aqui reunidas testemunham, à sua maneira, uma inclinação contranatura…

A Vingança Serve-se Quente, de M. J. Arlidge

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
SEIS INCÊNDIOS EM VINTE E QUATRO HORAS,
DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS…

Na calada da noite, três violentos incêndios iluminam os céus da cidade. Para a detective Helen Grace, as chamas anunciam algo mais do que uma coincidência trágica — este cenário infernal de morte e destruição revela uma ameaça nunca antes vivenciada.
No decurso da investigação, descobre-se que aquele que procuram não é apenas um incendiário em busca de emoções fortes — os actos criminosos denunciam um assassino meticuloso e calculista. Alguém que pretende reduzir as suas vítimas a cinzas…
Uma nuvem negra de medo e desconfiança estende-se sobre a cidade, à espera da faísca que provocará a próxima tragédia. Conseguirá Helen descobrir a tempo quem será a próxima vítima?

Aïcha - A Bem-Amada de Maomé (3º Vol. As Mulheres do Islão), de Marek Halter

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Aïcha encerra a trilogia As Mulheres do Islão.
Este último volume mostra o aparecimento de um Islão conquistador, que afastou as mulheres, apesar da oposição de Muhammad e que conduziu à divisão entre sunitas e xiitas, que ainda hoje ensanguenta o mundo árabe e o Ocidente.

«Chamo-me Aïcha bint Abi Bakr.
Há cerca de sessenta anos que me chamam Aïcha, Mãe dos Crentes. Sei que Allah, o Clemente e Misericordioso, não tardará a julgar a minha vida.
Quis que ela fosse longa, bela e terrível.
Quis que a minha memória fosse incomparável, a fim de a pôr ao serviço da Sua vontade e do Seu Enviado»

A Rapariga no Comboio (Edição Comemorativa), de Paula Hawkins

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
O livro mais vendido em Portugal em 2015, e que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros.
Todos os dias, Rachel apanha o comboio...
No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.
Até que um dia...
Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada.
Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afectando as vidas de todos os envolvidos.
De leitura compulsiva, este é o thriller do momento, absorvente, perturbador e arrepiante.

Regressar, de Catherine McKenzie

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Quem nunca sonhou poder recomeçar a sua vida?
Emma Tupper é uma jovem advogada, prestes a alcançar o sonho de se tornar sócia da sociedade de advogados onde trabalha. Após a morte da mãe, Emma decide desfrutar de uma prenda que esta lhe deixara: uma viagem a África. Mas o que era para ser um mês de férias depressa se transforma em seis meses de ausência forçada, quando Emma adoece e um terrível terramoto a deixa retida e sem contacto com o exterior.
Para sua surpresa, quando finalmente regressa a casa, Emma constata que a família e os amigos acreditavam que estava... morta. E que a sua antiga vida desaparecera: o apartamento onde vivia acabara de ser alugado a um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic; na empresa, a sua rival Sophie apossara-se não só dos seus clientes e da sua sala, mas também do seu namorado, Craig.
Enquanto tenta resolver o caos em que se transformou a sua vida, Emma questiona-se: Seria feliz antes da viagem a África? Teria valido a pena sacrificar-se tanto em nome do trabalho? Amaria Craig de verdade? Quereria mesmo aquela vida de volta?
Romântico e espirituoso, Regressar revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma.

Não é Tarde Para Amar, de Monica Murphy

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Sem rumo. Isso resume tudo na minha vida. Suspenso da minha equipa de futebol da faculdade e forçado a diminuir o número de horas que trabalho num bar por causa das minhas más notas, não posso continuar a correr para o colo da minha irmã, Fable, e do seu marido, Drew, à procura de ajuda. Parece que não consigo encontrar o meu próprio caminho. Droga e sexo são tentações irresistíveis. Um tutor é a última coisa que eu quero agora, até vê-la.
Chelsea não é de todo o meu tipo. Ela é inteligente e muito tímida. Eu tenho certeza que ela é ainda uma virgem. Mas quando ela me olha de alto a baixo com aqueles penetrantes olhos azuis, eu fico completamente perdido. Mas de uma maneira diferente. Eu não vou negar que o corpo dela é de morrer, mas é a sua cabeça e o modo como ela parece desejar o amor - como se nunca tivesse sido amada - que me faz deseja-la mais do que a qualquer rapariga já conheci. Mas o que é que alguém aparentemente tão composta como ela pode ver num tipo sem rumo como eu?

A Loucura de Lorde Ian Mackenzie, de Jennifer Ashley

Lançamento a 14 de Março - COMPRAR

Sinopse:
A maioria das mulheres prestaria atenção aos avisos.
Beth decidiu ignorá-los…
Por toda a sociedade londrina correm rumores de que Lorde Ian Mackenzie é louco, que terá passado a sua juventude num asilo, e que não é de confiança, especialmente com senhoras.
Beth é uma jovem viúva, herdeira de uma fortuna, que está outra vez noiva e que deseja voltar a ser tão feliz quanto foi com o primeiro marido. Quando é apresentada a Lorde Ian Mackenzie, este apaixona-se imediatamente e não tem dúvidas de que a quer para si. Procura, então, convencê-la a deixar o noivo e a casar-se consigo.
Beth acaba por se deixar seduzir e decide fazer tudo para ajudar Lorde Ian a superar o sofrimento que carrega, devido a um passado tormentoso.
A partir de então, só uma coisa faz sentido na vida de Beth… a loucura de Lorde Ian Mackenzie.

Ligeiramente Indecente, de Mary Balogh

Lançamento a 15 de Março - COMPRAR

Sinopse:
É no campo da Batalha de Waterloo, entre os soldados feridos, que Rachel York espera encontrar a salvação para si e para as suas amigas. Ludibriadas por um falso pretendente, as quatro encontram-se agora longe de casa, na penúria e obrigadas a viver num bordel. Mas Rachel é uma jovem cheia de recursos e não se dá por vencida. A solução para todos os seus problemas - pensa - está num belo soldado moreno que perdeu a memória.
Pois para poder receber uma avultada herança, Rachel precisa de um marido. Basta convencer o soldado desconhecido a alinhar no jogo. O que ninguém sabe é que o jovem é nada menos que Lord Alleyne, o benjamim da família Bedwyn. Mas, por muita boa vontade que ele tenha, nada corre como planeado ao chegarem a Inglaterra. E a situação complica-se - quanto mais não seja pela crescente atracção entre os falsos noivos, numa farsa que parece ser ligeiramente... indecente.

A Mulher, de Meg Wolitzer

Lançamento a 15 de Março - COMPRAR

Sinopse:
A trinta e cinco mil pés de altitude, no conforto da cabina de 1ª classe do avião, Joan Castleman decide deixar o marido.
Estão lado a lado, rumam a Helsínquia, onde ele, escritor de renome, irá receber o prémio literário de uma vida.
Na semiobscuridade, Joan mergulha numa intensa reflexão sobre a sua relação com Joe. O início tempestuoso, na universidade, onde ela era a aluna promissora e deslumbrada e ele o professor carismático e casado. E depois, o resto, a vida boémia em Greenwich Village, o nascimento dos filhos, e a decisão de subjugar o seu talento em prol da vida que acreditava querer.
Mas Joe revelou-se medíocre enquanto pai e marido, concentrando-se unicamente no seu dom. E Joan, entretanto, perdeu qualquer sentido de identidade, vivendo apenas como "a mulher do génio".
Agora, perante o apogeu da carreira literária do marido, é-lhe impossível refrear a memória do momento em que, ainda estudante, leu o primeiro conto dele. Chegou o momento de se confrontar com as consequências das opções que tomou tão cedo na vida - e do segredo que ambos sempre guardaram tão bem. 

Um Postal de Detroit, de João Ricardo Pedro

Lançamento a 15 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Em Setembro de 1985 dá-se um choque frontal de comboios em Alcafache. Algumas das vítimas mortais, presas nas carruagens a arder, nunca chegam a ser identificadas. No dia seguinte, a mãe de Marta recebe um inesperado telefonema informando que a mochila da filha - estudante de Belas-Artes - apareceu entre os destroços.
Partindo dos cadernos de desenho de Marta - uma espécie de diários visuais que espelham um quotidiano tão depressa sórdido como maravilhoso -, o narrador deste romance tenta recriar os passos da irmã nos tempos que antecederam o acidente. E, enquanto o faz, dá-nos a conhecer um leque de figuras absolutamente inesquecíveis, entre as quais se contam prostitutas, boxeurs, polícias e assassinos, mas também anjinhos de procissão, médicos e senhoras da caridade. E, claro, ele próprio - o mais ausente dos cadernos de Marta.
Depois do celebrado O Teu Rosto Será o Último, que venceu o Prémio LeYa em 2011 e foi traduzido em cerca de dez línguas, incluindo chinês e árabe, João Ricardo Pedro regressa à ficção com um romance delirante e avassalador sobre a ténue fronteira que existe entre sanidade e loucura e os laços perturbadores que tantas vezes unem a vida à arte. 

Cicatrizes, de Juan Jose Saer

Lançamento a 15 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Dividido em quatro partes, cada uma com quatro diferentes protagonistas, Cicatrizes é um romance único que contém várias obras numa só. A ligar as várias partes, e os protagonistas entre si, um acontecimento de crónica: o crime inexplicável cometido por Luis Fiore, que assassina a sua mulher com dois tiros de espingarda. Ángel, jovem jornalista atormentado pela problemática convivência com sua atraente e igualmente jovem mãe; Sergio, ex-advogado, devorado pelo vício do jogo; Ernesto, juiz misantropo, obstinado com a enésima e supérflua tradução de O Retrato de Dorian Gray; e o próprio Luis Fiore: quatro vidas que se movem num tempo circular e fechado e que gravitam em torno de um acontecimento singular que marcará o seu destino.

23 de março de 2016

Porque sinto a vossa falta... porque tenho de voltar.


A vida é uma coisa estranha. E, posto isto, acho que nem valeria a pena divagar mais sobre o assunto pois todos sabem o que quero dizer...

Nunca fui uma pessoa privilegiada, nunca houve facilitismos nem constantes ajudas. Sou filha única mas nunca houve fartura, os meus pais sempre foram remediados. Nunca fui mimada, tive sempre o suficiente. E hoje é mesmo isso que sigo e quero sempre seguir na vida - nunca a mais e nunca a menos, o suficiente!
Tendo este mote, é fácil contentar-me. Paz, sossego, saber que as pessoas que amo estão bem, são os pontos principais. Tenho uma natureza inconformada, aborreço-me com a mesma facilidade com que obsesso com algo, mas tenho levado uma existência pacífica devido a esta minha dualidade.

Mas o que seria, então, a vida se não existissem imprevistos, surpresas e ondas electrizantes de nos pôr de rastos? Sim, talvez, fôssemos uma alface ou algo do género...
Como já disse, não tive uma vida difícil, mas também não foi fácil. Os momentos duros existiram e, oh como existiram!, mas sempre se aguentaram. Ultrapassa, levanta a cabeça e segue em frente. O mais estúpido? Sempre pensei que com os anos as coisas começariam a parecer menos difíceis (ah, e tal, a maturidade, a sabedoria, o calo, bla, bla)... Nop, totalmente errado, diria descabido até! As coisas não ficam mais simples ou fáceis de lidar, os problemas e as dores é que se tornam diferentes, mais complexos e, estranhamente mais presentes.
Sempre acreditei na lei da compensação, uma espécie de Karma onde por cada coisa má que te aconteça, uma boa irá compensar. Acreditava pois, um bocadinho acima ou um bocadinho abaixo, era assim que funcionava comigo. Atenção, acreditava.

De há três anos a esta parte a minha vida deu voltas e voltas de uma maneira que nem sequer imaginava possível. Nenhuma foi boa.
Nos entretantos voltei a ter algo que havia tido há muitos anos atrás, numa altura em que os astros não estavam alinhados - ataques de pânico e crises de ansiedade. Para quem nunca sentiu ou sabe sequer do que se trata, bom para vocês, e digo isto sem qualquer tipo de sarcasmo, pois é uma das piores coisas que se pode sentir. Passei mais de 1 ano a ser medicada para apaziguar a "travadinha" (sim, dei-lhe um nome) e, aos poucos fui conseguindo controlar-me até conseguir fazer o meu dia-a-dia normalmente. Até recentemente...
Vi o meu tio ficar doente e passar a fazer hemodiálise para o resto da vida.
Vi a minha avó de 84 anos ser amputada (o braço direito) devido a um sarcoma que, após 1 ano e pouco (o ano passado) decidiu voltar e roubar-lhe a vida de uma forma lenta e dolorosa; vi a minha mãe sofrer diariamente pela sua própria mãe, lutar contra o monstro invisível que habitava dentro da minha avó com toda a força da impotência espelhada nos seus olhos; vi a desumanidade, o desapego, o egoísmo e a estupidez pura em pessoas pertencentes à categoria "Família".
Depois a minha avó partiu. Aquela Mulher quieta, de ideias fixas, recta e amável, com um coração enorme e tanto amor pelos seus. A Mulher que me dava a mão para eu conseguir adormecer no berço, que me fazia os melhores lanches depois de chegar da escola e os quais comia com tanta satisfação sentada no sofá da sala a ver a Sailor Moon ou o Dartacão. Aquela Mulher que sempre estava lá, mesmo que nas sombras para não ser notada. A minha avó partiu e um bocadinho de mim partiu com ela.
A pouco e pouco a normalidade foi-se instalando. De dia para dia a o aperto no peito ia-se atenuando e o pensamento de que já não existia dor nem sofrimento acalmava, de certo modo, a minha tristeza. Mas, por mais tempo que passe, sempre que entro em casa da minha avó e olho para o lugar onde ela se sentava no sofá ou à mesa da cozinha sem a encontrar, as lágrimas toldam-me a vista. Pois bem, engole e segue em frente, nada mais há a fazer.

De Junho a Dezembro foi um pulinho. Já se pensava no Natal e de como seriam as "festas", as saudades batiam só de imaginar menos uma pessoa sentada na mesa da Consoada.
E, um dia, o meu avó ficou doente. Uma gripe. Tomou os medicamentos da praxe, um xarope para a tosse que lhe andava a afligir o peito e a coisa melhorou. Uma gripe, uma simples gripe. Até ao dia em que a força para se levantar de manhã simplesmente não chegou. Direito ao hospital para se curar, não voltou a regressar a casa. Afinal a gripe não era gripe, a tosse não era de um resfriado, mas sim líquido no pulmão, derivado de um cancro. Sim, um cancro aos 82 anos, supostamente lento, mas que obrigou os médicos a mexerem mais do que deveriam e a causarem mais dor e sofrimento do que era "necessário", e que acabou por acelerar o que, supostamente, estaria "calmo".
Em Fevereiro o meu avô partiu. O avô Bigodes, aquele homem enorme que, sem sequer tentar ou saber, me abriu as portas do pensamento e da opinião, que me deu "coragem" para questionar e querer o melhor para o mundo, aquele homem que passou ao meu pai e depois a mim o testemunho das ideologias sociais e políticas que hoje defendo, pois hoje são minhas também. Aquele homem que não era muito dado a conversas ou a demonstrações de afecto - mas bastava olhar para os seus olhos ou para o trejeito do seu sorriso para ver o quanto nos amava e o orgulho que tinha de nós. Recordando este seu jeito, pegando os livros que me deixou, ouvindo a minha avó contar histórias sobre ele deixa-me sempre de coração e garganta apertados. O meu avô partiu e um bocadinho de mim partiu com ele.
Quando entro em casa dos meus avós, tenho tendência a entrar sempre pela porta da sala primeiro, pois era onde ele estaria; agora apenas encontro um sofá vazio. Pois bem, engole e segue em frente, nada mais há a fazer.

Em aproximadamente 7 meses perdi dois pilares da minha vida. A mãe da minha mãe, o pai do meu pai. E sinto-me tão egoísta pois penso neles como "meus"- "meus" avós, "meus" modelos, "meus" pais, "meu" sangue.

Ainda estou meio atordoada, meio dormente, sem querer acreditar que tudo isto aconteceu num espaço de tempo tão curto. Não sei se me sinto assim porque, apesar de tudo, já esperava este desfecho ou se estou num estado qualquer de negação que, quando menos esperar, me irá dar uma chapada de realidade deixando-me KO. É de noite, quando me deito, que a minha mente tende a divagar e recordo todos os mais ínfimos pormenores, toda a dor de ambos e dou por mim a soluçar contra a almofada tentando abafar o som do meu choro para ninguém ouvir.

E por aqui fico. Vou respirando e, lentamente, muito lentamente, começo a entrar na normalidade. Não sei o que aí vem, o que o futuro me reserva, mas sei que a criança dentro de mim, aquele ser que sempre considerei imortal e parte integrante de mim, está a começar a desaparecer. As situações não se tornam mais fáceis de lidar, apenas perdemos o filtro inocente de criança com que olhamos para as coisas, aquela fé e maravilhamento e audácia com que enfrentamos o mundo. O peso da vida já começa a deixar as suas marcas, os meus ombros já acusam pressão e as costas vão curvando, na tentativa vã de aguentar as minhas dores e as dores de quem amo. Sou ainda tão jovem e já começo a sentir o cansaço..

O mais estranho de tudo? A minha história não é nada em comparação com muitas outras. A vida é uma coisa estranha. (Ponto)

15 de março de 2016

Lançamentos em Março (1ª Parte)

Baratas, de Jo Nesbo

Lançamento a 1 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Com o zumbido do constante e intenso tráfego rodoviário nos ouvidos, Harry mergulha no submundo de Banguecoque, apinhado de clubes nocturnos, templos, antros de ópio e anúncios turísticos, numa investigação que ninguém lhe pediu nem deseja.
Nem ele próprio. E, uma vez mais, é vítima dos seus próprios instintos.


O Pai - O Crime estava-lhes no sangue, de Roslund & Thunberg

Lançamento a 2 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Um livro muito intenso, baseado em factos verídicos, em que um dos autores faz parte da família de assaltantes e é protagonista do livro. Este thriller inebriante de cortar a respiração conta-nos a história de como três rapazes se transformam, ao longo da vida, de crianças inocentes nos criminosos mais procurados da Suécia. O seu vínculo foi forjado enquanto cresceram sob o jugo de uma família violenta.
E do homem que os moldou dessa forma: o pai.

A Vida é Fácil, Não te Preocupes, de Agnès Martin-Lugand

Lançamento a 2 de Março - COMPRAR

Sinopse:
É em Pessoas felizes lêem e bebem café, o seu refúgio, que Diane conhece Olivier. É simpático, atencioso e, sobretudo, compreende e aceita a sua recusa em ser mãe de novo. No entanto, um acontecimento inesperado muda tudo: as certezas de Diane, as suas escolhas, pelas quais tanto lutou, vão entrar em colapso, uma após a outra. Será que tem a coragem necessária para aceitar um outro caminho?
Isabel de Borgonha - Ínclita Geração, de Isabel Stilwell

Lançamento a 2 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Isabel, tal como a sua mãe, D. Filipa de Lencastre, casava tarde. E a ideia de deixar Portugal, o pai envelhecido, os cinco irmãos e Lopo, irmão de leite e melhor amigo, para partir para um país longínquo atormentava-lhe o coração. Mas Isabel sabia que nascera para cumprir um destino, ser a Estrela do Norte, que firme no céu indica o caminho. 
Conquistadores - Como Portugal criou o primeiro Império global, de Roger Crowley

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR

Sinopse:
O historiador Roger Crowley conta-nos como Portugal construiu um grande império marítimo europeu, dando origem à primeira economia global. Numa narrativa empolgante e solidamente documentada, que equilibra a vertente humana e as dimensões geopolítica e religiosa, o aclamado autor aborda a supremacia marítima de Portugal, com a descoberta do caminho marítimo para a Índia no seu âmago, as vitórias sobre governantes muçulmanos e o domínio do comércio das especiarias, revelando-nos o alcance do império português e dando vida a personalidades como D. Manuel I, D. João II, Afonso de Albuquerque e Vasco da Gama. O relato essencial e actualizado de como uma das nações mais pequenas e pobres da Europa pôs em movimento as forças da globalização que hoje dão forma ao mundo. Uma obra que dará a conhecer ao leitor português a sua própria história na perspectiva de um investigador estrangeiro. 

O Regresso dos Lobos, de Sarah Hall

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Ao longo de quase uma década, Rachel Caine virou costas a casa, mantendo-se distante devido às disputas familiares e ao seu trabalho de monitorização de lobos numa reserva do Idaho. Mas agora, desafiada pelo excêntrico Conde de Annerdale a participar num projecto controverso que visa a reintrodução do lobo-cinzento no interior britânico, regressa à paisagem agreste do Lake District.
O projecto do conde alicerça-se no sonho antigo e idílico de uma natureza selvagem e indomada - embora Rachel tenha de ter em consideração algumas cedências à modernidade. O regresso do lobo-cinzento após centenas de anos coincide com a própria regeneração de Rachel, no contexto de uma maternidade iminente e da reconciliação com a família.
O Regresso dos Lobos investiga a essência do que é a natureza em estado selvagem e o estado de selvajaria, tanto no animal como no humano. Procura compreender os aspectos mais obsessivos da humanidade: o sexo, o amor e o conflito, o desejo de encontrar respostas para o propósito da nossa existência, num expor dos sistemas complexos que nos governam.

Stalker - O Regresso do Hipnotista, de Lars Kepler

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Um assassino em série aterroriza Estocolmo. Qual voyeurista, ele filma as suas presas, sempre mulheres, na intimidade das suas casas e depois coloca os vídeos no YouTube, enviando em simultâneo um link para o Departamento da Polícia Criminal.

Quando a primeira mulher aparece morta, vítima de um brutal homicídio, a Polícia começa as suas investigações, mas os vídeos que se sucedem não permitem identificar os alvos. Desconfiando de que o marido da segunda vítima, Björn Kern, traumatizado após ter encontrado o corpo da mulher, detém informações cruciais que podem ajudar o caso, a Polícia decide pedir ajuda ao hipnotista Erik Maria Bark. No entanto, aquilo que Björn lhe conta leva Erik a mentir à Polícia.

Se as luzes estiverem acesas, um stalker consegue ver a sua presa do lado de fora, mas, se estiverem apagadas, é impossível ver um stalker que já se encontre dentro de casa. Tranque as portas e corra as cortinas - os Lars Kepler regressaram com um novo thriller de cortar a respiração.

Uma Terra Chamada Liberdade, de Ken Follett

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
Condenado à nascença a uma vida de escravidão, Mack McAsh vê-se forçado a trabalhar nas minas de carvão da Escócia, no ano conturbado de 1766. Porém, Mack não perde a esperança de ser livre. Inesperadamente, encontra uma aliada. Lizzie Hallim é a bonita aristocrata rebelde e determinada que, apesar da sua condição, também se encontra aprisionada em intrigas e jogos de poder. Devido às ideias progressistas de Mack, Sir George, senhor das terras e dono da mina, dificulta-lhe a vida, obrigando-o a fugir. Num volte-face é Lizzie quem o ajuda.
Os dois jovens não sabem que em breve a paixão será tão avassaladora no velho mundo como no novo.

Das minas de carvão da Escócia às sujas ruas da Londres, passando pelas plantações de tabaco na Virgínia, os dois enamorados querem apenas conquistar algo para as suas vidas: a liberdade.

A Felicidade é um Chá Contigo, de Mamen Sánchez

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
Este romance pode afectar gravemente a sua percepção pessimista da realidade. Provoca gargalhadas e a vontade imparável de mais e mais. Os seus personagens são como os filhos: quanto mais disparates fazem, mais gostamos deles. Cuidado com os corações: podem começar a sentir estranhas vontades incontroláveis.
O inexplicável Manchego será encarregue de desenredar uma trama na qual a comédia romântica se entrelaça com o drama mais ternurento, e a intriga policial dá lugar ao maior achado literário de todos os tempos. Aquilo que parece difícil acaba por ser tornar fácil e todos os problemas se afogam num mar de lágrimas… de tanto rir. Tudo isto para chegar à conclusão de que, aconteça o que acontecer, o amor consegue explicar tudo.

As Coisas que a Vida Me Ensinou, de Oprah Winfrey

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Quando Gene Siskel, reputado crítico de cinema, perguntou em directo a Oprah Winfrey quais foram as coisas que a vida lhe ensinara, deu-se uma pausa. Silêncio. Oprah não sabia responder. Este episódio marcou a vida da apresentadora. Desde então, tenta encontrar respostas escrevendo mensalmente para a revista O, The Oprah Magazine. As melhores crónicas encontram-se neste livro: as certezas e incertezas da vida expostas de forma clara e sentida, num caminho único que vale a pena descobrir.

Linhagem de Bravos, de Emílio Miranda

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
Linhagem de Bravos é uma viagem à Época Medieval, aos primórdios da nacionalidade, ao frio, à lama, à fome e às dificuldades de um povo que luta pelo pão de cada dia.
1289. Um rei. Um foral. Um outeiro.
Simão da Cruz é um pedreiro em fuga, por um crime cometido. Trata-se de um delito de honra. De morte de um fidalgo. A justiça segue no seu encalço. Em simultâneo, uma família - pai e três filhos órfãos de mãe - abandona, pela calada da noite, as terras do fidalgo a quem sempre serviu. A fuga impõe-se pelo desejo de uma vida melhor, mas também pelo roubo perpetrado. Sobre a carroça furtada ao nobre, um arado de ferro é a esperança de uma vida melhor, em terras de Trás-os-Montes, onde - diz-se - el-rei D. Dinis deseja fundar a cidade.

Uma Chama Entre as Cinzas, de Sabaa Tahir

Lançamento a 3 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Elias pertence aos Ilustres, as famílias da elite do Império. Desde os seis anos que treina na Academia Militar de Blackcliff para se tornar um dos soldados mais implacáveis ao serviço dos Marciais.
Laia pertence aos Eruditos, um povo oprimido pelo jugo firme dos Marciais. Quando o seu irmão é preso e acusado de traição, Laia procura a ajuda da Resistência. Em troca, tem de se infiltrar como escrava em Blackcliff.
Quando se conhecem, Elias e Laia percebem que as suas vidas estão interligadas —e que as escolhas de ambos podem mudar o destino do Império.

A Balada de Antel, de Eric M. Souza

Lançamento a 4 de Março - COMPRAR 

Sinopse:
A Balada de Antel é o romance vencedor do Prémio Bang! para Literatura Fantástica. Uma obra que nos apresenta um mundo rico e personagens complexas, na tradição dos grandes nomes do género. Jatitã e Senula são os maiores impérios do mundo conhecido. Há séculos que competem pela supremacia sem nenhum sair vencedor. Até ao dia em que surge a figura enigmática de Antel, um senhor da guerra jatitano que não conhece a derrota. O seu nome é murmurado com temor pelos inimigos e até o seu próprio rei teme a ambição do jovem guerreiro. Do outro lado do conflito, em Senula, a misteriosa e bela Ajedurala divide o seu tempo entre a política e os problemas causados pelo filho Hassileu, que só pensa em mulheres e em bebedeiras. Quando ela decide enviá-lo para o exército, acredita que seus problemas estão resolvidos. Mas, diante de um conflito violento com o temido Antel, como se comportará o irresponsável Hassileu? No jogo entre nações, as peças são movidas por personagens misteriosas. Algumas, sussurrando nos ouvidos de reis no conforto dos palácios, escondem as suas próprias ambições. Outras, vagando por estradas perigosas, manipulam os senhores da guerra. Antel sonha com a glória eterna, mas conseguirá ser mais do que apenas uma peça num jogo de vida e morte?

Caçadores de Trolls, de Guillermo del Toro & Daniel Kraus

Lançamento a 4 de Março - COMPRAR

Sinopse:
Das mentes de Guillermo del Toro e Daniel Kraus chega-nos uma aventura ilustrada sobre o que se esconde no escuro. Jim Sturges é o típico adolescente dos subúrbios de San Bernardino - tem um pai embaraçosamente superprotetcor, um melhor amigo, "Tubby", com quem partilha o ódio por todas as coisas tortuosas (como as aulas de ginástica), e uma paixoneta por uma rapariga que nem sabe que ele existe. Mas a vida de Jim muda drasticamente quando um mistério com mais de 45 anos volta a surgir ameaçando todos os habitantes de uma cidade aparentemente adormecida. Jim terá de se aliar a um grupo de heróis improváveis (alguns até não humanos) para combater monstros que ele nunca sonhou que existissem. Uma aventura arrepiante e inegavelmente ao estilo de Guillermo del Toro, perfeita para os fãs de O Labirinto do Fauno.

8 de março de 2016

6 de março de 2016

Lançamentos em Fevereiro (4ª Parte)

Judas, de Amos Oz

Lançamento a 22 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
O mundo do jovem Samuel Ash está a entrar em colapso: a namorada abandona-o, os pais declaram falência e ele vê-se obrigado a procurar trabalho, abandonando os estudos na universidade e interrompendo a sua tese de doutoramento - um tratado sobre a figura de Jesus aos olhos dos judeus. Nesse momento de desespero, Samuel encontra refúgio e emprego numa antiga casa de pedra situada num extremo de Jerusalém. Durante algumas horas diárias, a sua função é servir de interlocutor a Gershom Wald, um septuagenário com uma vasta cultura. Mas aí mora também Atalia Abravanel, uma mulher enigmática e sensual. Na aparente rotina da sua nova morada, o tímido Samuel sente uma progressiva agitação causada pelo desejo que Atalia desperta nele, mas também pelos mistérios que o rodeiam: Quem é realmente Atalia? O que a liga a Gershom? Quem é o dono da casa onde vivem? Que histórias escondem aquelas paredes? Ao mesmo tempo, Samuel retoma a pesquisa para a sua tese, e a misteriosa e maldita figura de Judas Iscariote - a suposta encarnação da traição e da maldade - vai absorvendo-o irremediavelmente.

Os Ambiciosos, de Michelle Miller

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Todd, Neha, Beau e Tara são jovens e ambiciosos. Todd é um promissor lobo de Wall Street; implacável e sensual, é um líder nato. Neha é tímida e reservada em todas as áreas da vida exceto uma: o trabalho. No extremo oposto está Beau, o bon vivant oriundo de boas famílias que nunca teve de se esforçar por nada. Por seu lado, Tara parece ter tudo: é atraente, inteligente e perfeccionista, mas paga com solidão o preço de uma carreira exemplar.
Juntos - acreditam - vão conquistar o mundo.
A oportunidade surge com uma nova aplicação social - a Hook - que promete revolucionar os encontros amorosos. Todas as empresas de Wall Street querem representá-la mas são os quatro amigos que conseguem o negócio. O único senão: têm apenas dois meses para o concluir. Um prazo quase impossível de cumprir. O que se exige é nada menos do que dedicação e exclusividade totais. Durante dois meses de claustrofóbica proximidade física e emocional, as relações entre eles serão postas à prova, a sua ambição testada ao limite.
Mas no mundo vertiginoso e implacável de Wall Street onde nada é o que aparenta ser, a misteriosa morte de uma estudante universitária vai desencadear uma espiral descontrolada de acontecimentos. Poderá este crime estar relacionado com a tão badalada aplicação? Os quatro jovens estão perante o negócio de uma vida. Até onde irão para o defender?

A Abadia dos Cem Pecados, de Marcello Simoni

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Agosto de 1346. França e Inglaterra estão em guerra. No final da batalha de Grécy, o rei da Boémia, já moribundo, entrega a um cavaleiro francês, Maynard de Rocheblanche, um pergaminho com um misterioso enigma. Este obscuro texto faz referência a uma relíquia preciosa, o Lapis exilii. São muitos os que procuram apoderar-se dele, nomeadamente o ambicioso cardeal de Avinhão e o príncipe Karel do Luxemburgo, ansioso por se fazer imperador.

Desnorte, de Inês Pedrosa

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Uma rapariga em busca da própria voz. Um homem lançado nas curvas do tempo até à pré-história do amor. Um pai criando um mar de livros através do qual a filha possa voltar para ele. Uma família polindo os caixões dos seus mortos. Uma amiga leve e voadora como um balão. Uma mulher que queria ser águia. Um casal de jovens que se encontra para se suicidar. Uma obsessão erótica. Uma paixão fatal. O que fazem os escritores de festival em festival. Um escritor ansioso por se tornar rico e famoso. Um cantor sentado numa nuvem, esperando por uma fadista. Um avião cheio de personagens literárias, com uma bomba a bordo. Um homem que regressa à sua ilha e descobre o mistério da infância.

Este livro é enriquecido com ilustrações originais de Gilson Lopes.

D. Afonso Henriques - O Primeiro Herói, de José Carlos de Oliveira

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Afonso Henriques nasce com uma perna enferma, imprestável, e é entregue aos Moniz, que o levam da corte para as terras dos de Ribadouro. Cresce sagaz e escorreito, por intervenção divina ou por engenho.
Quando conhece a mãe tem 16 anos, porte sem defeito e poderoso; os traços são duros, algo rurais, mas temperados pelos olhos de um azul intenso e profundo. D. Teresa impressiona-se e confirma-o herdeiro do trono do Condado. Mas é nessa noite que Afonso comprova que os irmãos estrangeiros Peres de Trava estão mais próximos dela do que ele. Querem o Condado, e sabem como a conduzir, onde preciso for - e nos lençóis que foram do pai dele. E ali dá o primeiro dos passos há muito desenhados. E outros se seguem. Primeiro contra os estrangeiros que nestas terras mandavam, depois perante a Galiza, Leão e Castela. Até tomar Lisboa, elevando-a a centro de uma identidade nacional que a Santa Sé reconhece, como Reino soberano de Portugal, e a D. Afonso Henriques como seu Rei.

Escrava do Estado Islâmico, de Jinan com Thierry Oberlé

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Jinan, uma jovem iazidi de dezoito anos, foi raptada com a família pelo Estado Islâmico em Agosto de 2014, pelo simples facto de pertencer à minoria religiosa curda residente no norte de Iraque. Separada da família, durante dois meses viverá um inferno junto de outras cinco mulheres cativas, maltratadas e reduzidas à escravidão sexual, até que consegue fugir.
Em Dezembro do mesmo ano, encontra-se por acaso com Thierry Oberlé, um conhecido jornalista do Figaro, especialista em matéria de terrorismo, no campo de refugiados onde vive agora, e conta-lhe a sua história. Ambos se juntam então para escrever este livro, quebrando o silêncio para denunciar as atrocidades contra as mulheres por parte do Estado Islâmico em países como o Iraque, a Síria e a Arábia Saudita, o que constitui um testemunho excepcional.

Corações Irritáveis, de João Paulo Guerra

Lançamento a 23 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Henrique fez a guerra. Ou foi a guerra que o fez a ele? Adélia levanta a dúvida. Certo é que décadas após terminarem as guerras coloniais, Henrique, como muitos dos outros 800 mil homens que combateram, ainda não assinou o cessar-fogo consigo próprio nem conseguiu apagar as tatuagens da memória. E é assim que para eles - e são milhares - a guerra ainda não acabou.

O Espião Inglês, de Daniel Silva

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Ela é um ícone da família real britânica, amada tanto pela beleza como pela sua actividade humanitária e detestada pelo ex-marido e pela rainha de Inglaterra, sua ex-sogra. Quando uma bomba rebenta a bordo do iate onde passa as férias, os serviços de inteligência britânicos recorrem a um estrangeiro, o lendário espião e assassino profissional Gabriel Allon, para seguir a pista do autor material do atentado. O objectivo de Gabriel recai em Eamon Quinn, perito no fabrico de explosivos e sicário ao serviço do melhor licitador. Quinn é um homem esquivo, um habitante das sombras, mas por sorte Gabriel não está sozinho no seu encalço. Conta com a ajuda do britânico Christopher Keller, um antigo militar de elite convertido em assassino profissional, conhecedor em primeira mão da eficácia mortífera de Quinn.

A Vingança dos Tudor, de C. W. Gortner

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Em 1558, após a Rainha Maria morrer, Isabel Tudor ascende ao trono.
Depois de um exílio de quatro anos na Suíça, Brendan Prescott, o espião privado de Isabel, é chamado à corte inglesa. A rainha incumbe-o então de investigar o desaparecimento de uma das suas aias, Lady Parry, que foi visitar a família a uma aldeia distante e nunca mais foi vista.
Ao chegar ao destino e ao conhecer os familiares de Lady Perry, Prescott apercebe-se de que estes escondem um segredo que poderá pôr fim ao reinado de Isabel. O desenrolar dos acontecimentos leva-o também a ter a certeza de que alguém se quer vingar. Resta saber se o alvo da vingança é Isabel ou ele próprio.
Numa atmosfera repleta de segredos, Prescott lutará até ao fim para cumprir a sua missão, procurando nunca pôr em causa aquilo por que sempre lutou: a sua lealdade à rainha.

Vozes de Chernobyl, de Svetlana Alexievich

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Vozes de Chernobyl é a mais aclamada obra de Svetlana Alexievich, Prémio Nobel de Literatura 2015, tida como o seu trabalho mais duro e impactante.
A 26 de abril de 1986, Chernobyl foi palco do pior desastre nuclear de sempre. As autoridades soviéticas esconderam a gravidade dos factos da população e da comunidade internacional, e tentaram controlar os danos enviando milhares de homens mal equipados e impreparados para o vórtice radioactivo em que se transformara a região. O acidente acabou por contaminar quase três quartos da Europa.
Numa prosa pungente e desarmante, Svetlana Alexievich dá voz a centenas de pessoas que viveram a tragédia: desde cidadãos comuns, bombeiros e médicos, que sentiram na pele as violentas consequências do desastre, até as forças do regime soviético que tentaram esconder o ocorrido. Os testemunhos, resultantes de mais de 500 entrevistas realizadas pela autora, são apresentados através de monólogos tecidos entre si com notável sensibilidade, apesar da disparidade e dos fortes contrastes que separam estas vozes.
Prefácio de Paulo Moura e tradução de Galina Mitrakhovich.

O Brilho Azul das Estrelas, de Laura Pritchett

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
A demanda de um homem para corrigir o passado.
Ben e a sua mulher vivem num rancho próximo das Montanhas Rochosas, no Colorado. Ben é ainda um homem activo e pleno de vida, quando lhe é diagnosticada a doença de Alzheimer. Ao perceber o avanço desta, começa a sentir que é um fardo para a mulher e que não lhe resta muito tempo de consciência.
A juntar a isto, o passado trágico da família regressa com toda a violência após a libertação de Ray, o marido da sua falecida filha Rachel, que estava preso a cumprir pena pelo seu homicídio. Motivado pelo desejo de vingança, Ben decide corrigir o que está mal e levar avante um último gesto de amor e justiça pela sua família.
Com uma sinceridade arrebatadora, O Brilho Azul das Estrelas oferece-nos uma história notável de dedicação e coragem, provando-nos que o amor sobrevive ao adeus.

Private: Las Vegas, de James Patterson

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Dois suspeitos de crimes violentos, que mantinham mulheres presas num quarto de hotel, são apanhados em flagrante pela polícia. Como são importantes diplomatas estrangeiros, gozam de imunidade e não podem ser julgados. Jack Morgan envolve-se no caso, para tentar salvar outras mulheres que cruzem o caminho dos criminosos.
Ao mesmo tempo, um velho cliente da Private, Hal Archer, pede ajuda a Jack, pois está convencido de que a sua mulher o quer matar. Tudo não parece ser mais do que paranóia do multimilionário. Quando duas mortes suspeitas levam Jack a descobrir que outros homens ricos recém-casados também se sentem ameaçados pelas suas jovens e belas esposas, a investigação ganha novos contornos.
Estes dois casos conduzem Jack Morgan e a equipa da Private a Las Vegas, a cidade do pecado, onde defrontarão violadores perigosos, uma rede sinuosa de assassinos profissionais e justiceiros imprevisíveis. Todos terão de estar no seu melhor para resolver estes e outros enigmas explosivos.
Com este novo thriller emocionante, cheio de reviravoltas e acção vertiginosa, James Patterson volta a surpreender-nos.

Na Sombra da Minha Irmã, de Sarah Pekkanen

Lançamento a 29 de Fevereiro - COMPRAR

Sinopse:
Lindsey e Alex são irmãs gémeas. Partilham o mesmo dia de nascimento, os mesmos genes, e ainda assim não poderiam ser mais diferentes.
Em criança, Lindsey sempre teve de lutar para evitar ser eternamente a segunda. Por isso, quando aos vinte e nove anos, depois de dedicar a sua vida ao trabalho e carreira, está finalmente prestes a obter uma grande promoção, ela acredita ter conseguido ser a primeira em algo. Mas numa noite devastadora, devido a um golpe baixo de uma colega e muito champanhe, ela perde o seu sonho.
Deixando para trás a brilhante Manhattan, ele volta para casa dos pais no Maryland, onde a aguarda uma amarga surpresa: Alex, de facto, não só se vai casar com o Sr. Perfeição, mas flerta descaradamente com o amigo de infância de Lindsey, o único que sempre preferiu a irmã menos encantadora.
É como se o mundo desabasse pela segunda vez em poucos dias; mas um novo emprego e um encontro inesperado irá permitir a Lindsey reconstruir o relacionamento com Alex e descobrir um lado de si mesma que ela nunca teria imaginado.

O Número das Estrelas, de Lois Lowry


Sinopse:
Estamos em 1943. Para Annemarie, a vida em Copenhaga passa-se entre a casa e a escola, dificultada pela escassez de comida e pela presença constante de soldados nazis nas ruas. A coragem parece uma virtude distante, apenas ao alcance dos cavaleiros das histórias de príncipes e princesas que Annemarie conta à irmã Kirsti, antes de ela adormecer.
Quando as tropas alemãs intensificam a campanha para «transferir» todos os judeus da Dinamarca, os pais de Annemarie acolhem Ellen, a sua melhor amiga, fingindo que têm três filhas. As meninas vivem como irmãs até ao dia em que se torna evidente que algo mais precisa de ser feito para salvar Ellen e a respectiva família, assim como os restantes judeus da Dinamarca.
Vista pelos olhos de uma menina de 10 anos, esta é uma história baseada em factos reais que conta os esforços da Resistência dinamarquesa para salvar todos os judeus do país — perto de 700 mil pessoas —, fazendo-os atravessar o mar até à Suécia. Um livro recheado de esperança e heroísmo, que nos mostra como a solidariedade é possível, mesmo em tempos de guerra e horror.

O Mais Cruel dos Meses, de Louise Penny


Sinopse:
Quando o agente da Polícia Nacional do Quebec C. I. Armand Gamanche é chamado à aldeia de Three Pines, depara-se com um cenário de crime invulgar. Uma sessão espiritual realizada numa casa velha e abandonada acabou por se revelar uma experiência terrível e inesperada. O resultado é o corpo de um aldeão, imóvel, assustado pela morte, como se a sua alma lhe tivesse sido retirada.

Os Irmãos Wright, de David McCullough


Sinopse:
Vencedor por duas vezes do Prémio Pulitzer, David McCullough conta-nos a dramática história dos irmãos que ensinaram o mundo a voar.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com