"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

31 de março de 2015

Festivais de Verão 2015

Antigamente ( e sinto-me uma velhota a falar!) quando alguém dizia "Epah, a banda X vem cá este ano!", todos nós sabíamos onde e quando seria o grandioso evento. Isto, porquê? Porque só haviam duas hipóteses possíveis: concerto em algum pavilhão de espétaculos ou num festival de verão.
Parece que estou a dizer uma baboseira sem sentido mas eu ainda sou do tempo (lá vem a velhota...) em que haviam, literalmente, meia dúzia de festivais e cada festival tinha a sua temática musical. Melhor exemplo disso será o Super Bock, Super Rock que começou por ser, no verdadeiro sentido da palavra, um festival de Rock (não, não estou a brincar, isto é verídico!). Hoje em dia existem triliões de festivais para todos os gostos e mais alguns, o dificil é mesmo escolher pois o orçamento não dá para todos.

Outro problema que advém do número crescente de festivais será o andar sempre "às aranhas" em relação às bandas. Chego a um ponto que sei quais as bandas que cá vêm mas não faço ideia a que festival e muito menos qual a data do mesmo! Ainda este fim-de-semana, em conversa com amigos, surgiu: "Vêm cá os Muse, 'bora ver?", "Parece-me bem! Vão aonde?", *som de engrenagens ferrugentas a tentar rodar*...

Calculo que haja muita gente na mesma situação que eu e, por isso, resolvi criar aqui uma lista de todos os festivais com suas respectivas datas e bandas. Espero que ajude!

Basta clicarem sobre a imagem para mais informações sobre cada um.












(Informação retirada e redireccionada para festivaisverao.com)

19 de março de 2015

'Poema do Futuro'

Conscientemente escrevo e, consciente,
medito o meu destino.

No declive do tempo os anos correm,
deslizam como a água, até que um dia
um possível leitor pega num livro
e lê,
lê displicentemente,
por mero acaso, sem saber porquê.
Lê, e sorri.
Sorri da construção do verso que destoa
no seu diferente ouvido;
sorri dos termos que o poeta usou
onde os fungos do tempo deixaram cheiro a mofo;
e sorri, quase ri, do íntimo sentido,
do latejar antigo
daquele corpo imóvel, exumado
da vala do poema.

Na História Natural dos sentimentos
tudo se transformou.
O amor tem outras falas,
a dor outras arestas,
a esperança outros disfarces,
a raiva outros esgares.
Estendido sobre a página, exposto e descoberto,
exemplar curioso de um mundo ultrapassado,
é tudo quanto fica,
é tudo quanto resta
de um ser que entre outros seres
vagueou sobre a Terra.
António Gedeão

17 de março de 2015

Sugestões para o Dia do Pai

O dia do Pai está mesmo aí à porta! Já sabem o que vão oferecer?

Apesar dos nossos pais ficarem mais do que satisfeitos com um grande beijinho e um abraço apertado, temos sempre aquela vontade de oferecer um miminho extra. O grande problema prende-se com "O quê que eu vou comprar?", especialmente se tiverem um pai como o meu que não liga muito a materialismos. Ora bem, tendo em conta esta linha de pensamento, resolvi juntar algumas ideias e partilhar convosco.

1 - DVD dos grandes clássicos do cinema português
Quem nunca viu os míticos "Canção de Lisboa", "Pai Tirano" ou o "Pátio das Cantigas" e quem não conhece o GRANDE Vasco Santana, o Ribeirinho ou a fantástica Beatriz Costa? Frases tão caricatas e familiares como "Oh Evaristo, tens cá disto?", a canção da Agulha e do Dedal? Todos eles merecem ser relembrados vezes e vezes sem conta e, de certeza, que o pai irá adorar!
A Fnac está com uma campanha muito boa com uma colecção de clássicos, entre os 9,99€ e os 10,90€ (cada) e ainda oferecem um íman com imagens dos filmes.

2 - Cave de vinho termoeléctrica
Para um bom apreciador de vinho isto dará um jeitaço. Além de acomodar as garrafas, mantém a temperatura ideal para poder tirar o maior proveito da bebida.
Esta da imagem, encontrei-a na Worten por 106,24€, mas há outras opções.

3 - Relógio Swatch ENDLESS ENERGY
Digam o que disserem, mas ter um relógio (para ver as horas, não para ver o que se passa no Facebook!) é indispensável e este da Swatch é giríssimo!
Encontrei-o na Boutique dos Relógios por 140€.

4 - Livros
A sério, quem é que não gosta de receber livros? Escolhi (apenas) 6 que poderão agradar a diferentes gostos.
  • O Mistério das Bandeiras Negras, de Nuno Rogeiro - 13,95€ no site da WOOK
  • O Último Conjurado, de Isabel Ricardo - 15,26€ no site Saída de Emergência
  • Mixórdia de Temáticas, Série Miranda, de Ricardo Araújo Pereira - 14,30€ no site da Tinta da China
  • O Irmão Alemão, de Chico Buarque - 14,31€ no site da Bertrand
  • O Espião Português, de Nuno Nepomuceno - 16,99€ no site da TopBooks
  • 22/11/63, de Stephen King - 22,20€ no site da Bertrand

5 - DVD's das séries preferidas
Tal como acontece com os livros, há quem goste de "coleccionar" séries. Acho óptimo, assim podemos ver e rever os episódios que queremos quando quisermos.

6 - Uma t-shirt ou um avental personalizados
Podem fazer em casa, mas nunca fica a 100%. Ou, talvez, eu é que não tenha jeito para essas coisas... Enfim, encontrei ideias engraçadas na loja do Cão Azul, a rondar os 15€.

7 - Material de desporto
O teu pai é um aventureiro ou simplesmente anda com a "pancada" das corridas e do ciclismo? Óptimo, podem aproveitar e oferecer uns ténis confortáveis, um casaco corta vento, uma mochila com depósito ou até uma Go Pro. Assim, quando ele chegar a casa a contar as suas peripécias mirabolantes, pode mostrá-las! :p

8 - Óculos de Sol Ray-Ban
Óculos de sol do estilo aviador, tão in vogue, mas quem é que os usou primeiro dando um super, mega estilo à marca? Os nossos pais! Se o vosso pai partiu os dele ou tem andado com uns que metem medo ao susto, aqui têm a vossa oportunidade. 
Encontrei uma promoção na Multiópticas ficando por 84,14€.

9 - Choco Telegrams
Porque chocolate nunca é demais, podemos sempre aliar estes docinhos a uma mensagem carinhosa e surpreender o paizão. No mySweets4U podem encontrar uma panóplia de ideias originais (e apetitosas).

10 - Petisco
E para terminar em grande, porque não oferecer a melhor coisa deste mundo (e possivelmente de outros) ao nosso herói? Um balde de tremoços é, na minha opinião, a melhor prenda que se pode oferecer pois, além de ser um libertador de stress (já viram alguém a comer tremoços com ar de frustração?), sabe bem e não fazem mal à saúde porque contêm pouca gordura e são ricos em proteínas e fibras (e esta, hein?).

16 de março de 2015

E hoje lembramos Luís de Camões

Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança:
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança:
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem (se algum houve) as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto,
Que não se muda já como soía.

Luís Vaz de Camões

14 de março de 2015

'Praia do Esquecimento'

Fujo da sombra; cerro os olhos: não há nada.
A minha vida nem consente
rumor de gente
na praia desolada.

Apenas decisão de esquecimento:
mas só neste momento eu a descubro
como a um fruto rubro
de que, sem já sabê-lo, me sustento.

E do Sol amarelo que há no céu
somente sei que me queimou a pele.
Juro: nem dei por ele
quando nasceu.

David Mourão Ferreira

13 de março de 2015

'Encontro'

Que vens contar-me 
se não sei ouvir senão o silêncio? 
Estou parado no mundo. 
Só sei escutar de longe 
antigamente ou lá para o futuro. 
É bem certo que existo: 
chegou-me a vez de escutar. 

Que queres que te diga 
se não sei nada e desaprendo? 
A minha paz é ignorar. 
Aprendo a não saber: 
que a ciência aprenda comigo 
já que não soube ensinar. 

O meu alimento é o silêncio do mundo 
que fica no alto das montanhas 
e não desce à cidade 
e sobe às nuvens que andam à procura de forma 
antes de desaparecer. 

Para que queres que te apareça 
se me agrada não ter horas a toda a hora? 
A preguiça do céu entrou comigo 
e prescindo da realidade como ela prescinde de mim. 

Para que me lastimas 
se este é o meu auge?! 
Eu tive a dita de me terem roubado tudo 
menos a minha torre de marfim. 
Jamais os invasores levaram consigo as nossas 
torres de marfim. 

Levaram-me o orgulho todo 
deixaram-me a memória envenenada 
e intacta a torre de marfim. 
Só não sei que faça da porta da torre 
que dá para donde vim.

Almada Negreiros

12 de março de 2015

Basta ser breve e transitória a vida

Basta ser breve e transitória a vida
Para ser sonho. A mim, como a quem sonha,
E obscuramente pesa a certa mágoa
De ter que despertar — a mim a morte
Mais como o horror de me tirar o sonho
E dar-me a realidade me apavora,
Que como morte. Quantas vezes...

Em sonhos vários conscientemente
Imersos, nos não pesa ter que ver
A realidade e o dia!
Sim, este mundo com seu céu e terra,
Com seus mares e rios e montanhas,
Com seus arbustos, aves, bichos, homens
Com o que o homem, com translata arte
De qualquer outra, divina, faz
Casas, cidades, cousas, modos
Este mundo que sonho reconheço,
Por sonho amo, e por ser sonho o não
Quisera deixar nunca, e por ser certo
Que terei que deixá-lo e ver verdade
Me toma a gorja com horror de negro
O pensamento da hora inevitável,
E a verdade da morte me confrange.

Pudesse eu, sim pudesse, eternamente
Alheio ao verdadeiro ser do mundo,
Viver sempre este sonho que é a vida!
Expulso embora da divina essência,
Ficção fingindo, vã mentira eterna,
Alma-sonho, que eu nunca despertasse!
Suave me é o sonho, e a vida porque é
Temo a verdade e a verdadeira vida.
Quantas vezes, pesada a vida, busco
No seio maternal da noite e do erro,
O alívio de sonhar, dormindo; e o sonho
Uma perfeita vida me parece...
Perfeita porque falsa, e porventura
Porque depressa passa. E assim é a vida.
Fernando Pessoa

11 de março de 2015

Dia 21 de Março, em nome da poesia, o encontro dos poetas!


O dia da Poesia este ano será ainda mais especial com a iniciativa levada a cabo pela Chiado Editora.

No próximo dia 21 de Março irá realizar-se no Casino Lisboa, um mega encontro de poetas que, além de assinalar o dia da Poesia, servirá também de rampa de lançamento do 6º volume da Antologia "Entre o Sono e o Sonho" que reúne textos de vários poetas contemporâneos e de novos talentos que vêem nesta, os seus textos publicados pela primeira vez.

O evento irá realizar-se pelas 16 horas no Auditório dos Oceanos, no Casino Lisboa, e será aberto ao público para que todos possam desfrutar, por umas horas, da magia das palavras.
700 dos 1500 poetas representados na Antologia estarão presentes, assim como os actores Custódia Gallego e Carlos M. Cunha que irão declamar alguns dos poemas lá contidos.

Esta iniciativa, organizada pela Chiado Editora, mostra a principal e mais forte característica da editora, a sua faceta empreendedora e de apoio às primeiras edições de autores de língua portuguesa, assim como à difusão das mesmas.

Acho estas iniciativas realmente fantásticas e, de facto, há que louvar o excelente trabalho por parte da Chiado Editora!

5 de março de 2015

Novidades TV - "DIG"

Enredo

Quando Peter Connelly, um agente do FBI recentemente destacado em Jerusalém, começa a investigar a morte de uma jovem americana, apercebe-se que descobriu uma antiga conspiração internacional que ameaça mudar o rumo da história. Certo de que a perigosa profecia se encontra próxima de se realizar, Peter terá de correr contra o tempo para desvendar o seu mistério. Desde uma remota quinta na Noruega, a um enigmático terreno no Novo México, aos labirínticos túneis de Jerusalém, esta aventura envolvente e de ritmo acelerado irá levar os espectadores numa demanda pela verdade que irá abalar os alicerces de todas as crenças da humanidade.


Dos produtores de Homeland e Heroes, lançado pela USA Network, chega-nos a emocionante mini-serie de 10 episódios, DIG. Tendo como protagonistas Jason Isaacs, nomeado a um Globo de Ouro e Anne Heche, vencedora de um Emmy, levar-nos-á à contemporânea Jerusalém com os seus locais históricos, como o Monte do Templo, como pano de fundo, assim como à Croácia e ao Novo México envolvendo-nos nesta corrida desenfreada para desvendar o mistério por detrás de uma conspiração com mais de 2000 anos.

DIG estreia hoje, dia 5 de Março, e promete ser "the MOST PROVOCATIVE TV event series of 2015" (a mais provocatória mini-serie de 2015).

Isto promete!

4 de março de 2015

3 de março de 2015

Wishlist para Março (ou restantes meses)

Como boa "livrólica" que sou, tenho uma lista infindável, e sempre em mutação, de livros que quero na minha estante. Ora são livros acabados de lançar ou prestes a, livros mais antigos que, por alguma razão, nunca vieram parar às minhas mãos mas que mantenho sempre a vontade de os ler, livros que tenho curiosidade mas muitas dúvidas se será bom ou não e que vão ficando para trás na lista ou simplesmente estar preparada para comprar um livro e encontrar um ainda mais interessante que acaba por estragar o sistema todo. E como o orçamento tem de ser bem gerido (oh, que não me sai o Euromilhões!), lá tenho de fazer alguns sacrifícios e deixar livrinhos de fora.

Assim, e tendo em conta que este mês faço anos, vou partilhar convosco uns quantos livrinhos que ficavam tãooooo bem na minha estante (fui muito indiscreta a cravar livros? :p).


O Monstro de Monsanto, de Pedro Jardim

Sinopse
Uma rapariga encontrada morta na floresta de Monsanto. Um delicado vestido azul a cobrir o corpo. O cabelo cuidadosamente penteado. Uma máscara de papel branco com um poema de Florbela Espanca sobre o rosto. É este o cenário que Isabel Lage, inspetora da Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária, encontra no local do crime. A primeira vítima de um serial killer que não deixa pistas, que habilmente se move pela floresta e que parece conhecer todos os passos da polícia. Isabel está apostada em resolver este mistério e fazer justiça em nome das mulheres que morrem às mãos de um assassino frio e calculista. Mas todas as pistas levam a João, o seu antigo companheiro de patrulha, e com quem partilhou mais do que aventuras profissionais. Pedro Jardim, chefe de polícia com experiência em investigação criminal, traz-nos no seu romance de estreia um thriller empolgante e arrebatador que nos prende até à última página. Pode haver um monstro em qualquer um de nós...
O Escriba, de A. M. Dean

Sinopse
A professora Emily, especialista em história das religiões, adquire um antigo manuscrito para a universidade sem saber o seu verdadeiro significado. Mas vai ter de descobrir rapidamente a importância, pois há um grupo de criminosos no seu encalço. A chave para resolver o mistério encontra-se algures no deserto e Emily vai ter de ser a primeira a encontrá-la.

O Miniaturista, de Jessie Burton

Sinopse
Num dia de outono de 1686, a jovem Nella Oortman, recém-casada com um próspero mercador de Amesterdão, Johannes Brandt, chega à cidade na expetativa da vida esplendorosa que este casamento auspicioso lhe promete. Mas, entre a amabilidade distante do marido e a presença repressiva da cunhada, Nella sente-se sufocar na sua nova existência.
Até que um dia, Johannes lhe oferece uma réplica perfeita, em miniatura, da casa onde vivem. Nella encomenda então a um miniaturista algumas peças para ornamentar a casa. Mas algo de surpreendente acontece: novas encomendas de miniaturas continuam a chegar sem terem sido solicitadas, como presságios silenciosos de futuras tragédias.
Um romance de estreia magnífico, sobre amor e traição, que evoca com grande sensualidade a atmosfera da Amesterdão do século XVII.
A Chave de Salomão, de José Rodrigues dos Santos

Sinopse
O corpo de Frank Bellamy, o director de Tecnologia da CIA, é descoberto no CERN, em Genebra, na altura em que os cientistas procuram o bosão de Higgs, também conhecido por Partícula de Deus. Entre os dedos da vítima é encontrada uma mensagem incriminatória.

The Key: Tomás Noronha

A mensagem torna Tomás Noronha o principal suspeito do homicídio. Depressa o historiador português se vê na mira da CIA, que lança assassinos no seu encalço, e percebe que, se quiser sobreviver, terá de deslindar o crime e provar a sua inocência.
Ou morrer a tentar.
Começa assim uma busca que o conduzirá às mais surpreendentes descobertas científicas alguma vez feitas.

Será que a alma existe?
O que acontece quando morremos?
O que é a realidade?

Com esta empolgante aventura que arrasta o leitor para o perturbador mundo da consciência e da natureza mais profunda do real, José Rodrigues dos Santos volta a afirmar-se como o grande mestre do mistério. Apesar de ser uma obra de ficção, A Chave de Salomão usa informação científica genuína para desvendar as espantosas ligações entre a mente, a matéria e o enigma da existência.
O Circo dos Sonhos, de Erin Morgenstern

Sinopse 
Um misterioso circo itinerante chega sem aviso e sem ser precedido por anúncios ou publicidade. Um dia, simplesmente aparece. No interior das tendas de lona às listas pretas e brancas vive-se uma experiência absolutamente única e avassaladora. Chama-se Le Cirque des Rêves (O Circo dos Sonhos) e só está aberto à noite.
Mas nos bastidores vive-se uma competição feroz - um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, que foram treinados desde crianças exclusivamente para este fim pelos seus caprichosos mestres. Sem o saberem, este é um jogo onde apenas um pode sobreviver, e o circo não é mais do que o palco de uma incrível batalha de imaginação e determinação. Apesar de tudo, e sem o conseguirem evitar, Celia e Marco mergulham de cabeça no amor - um amor profundo e mágico que faz as luzes tremerem e a divisão aquecer sempre que se aproximam um do outro.
Amor verdadeiro ou não, o jogo tem de continuar e o destino de todos os envolvidos, desde os extraordinários artistas do circo até aos seus mentores, está em causa, assente num equilíbrio tão instável quanto o dos corajosos acrobatas lá no alto.
Bem, por enquanto fico-me por estes. Já leram estes meninos? O que acharam? Se tiverem repetidos podem oferecer-me que eu não me importo nada!

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com