"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

30 de agosto de 2015

Opinião - "Rainhas Malditas", de Cristina Morató


Rainhas Malditas
de Cristina Morató

Edição: 2015
Páginas: 528
Editora: Editorial Planeta
ISBN: 9789896576042
Categoria: Não-Ficção; História; Memórias




Sinopse:
A fascinante vida de seis mulheres que deixaram uma marca profunda na história. Neste livro é-nos contado como viviam as seis rainhas lendárias que inspiraram Hollywood: Sissi, Alexandra Feodorovna, Cristina da Suécia, Eugénia de Montijo, a rainha Vitória, e Maria Antonieta.

A vida destas rainhas dista muito de ser um romântico conto de fadas. Ainda que a infinidade de filmes e romances nos tenham mostrado a faceta mais amável dos seus reinados, em geral, foram muito infelizes.

Todas têm em comum a solidão, o desenraizamento, a nostalgia, a falta de amor e o sofrimento por não conseguir dar um herdeiro ao trono. Também partilham a dolorosa perda dos filhos, os fracassos matrimoniais e o sentir-se estrangeiras numa corte onde não eram bem recebidas.

Não tiveram grandes histórias de amor porque os casamentos eram um «assunto de Estado». Algumas, como Sissi, foram imperatrizes contra a sua vontade e adoeceram de melancolia; outras, como Cristina da Suécia, escandalizaram pelo comportamento extravagante e ânsias de liberdade. Maria Antonieta e Alexandra Romanov partilham um trágico fim, enquanto a rainha Vitória de Inglaterra e Eugénia de Montijo assumiram com extraordinária dignidade o seu papel nos momentos mais difíceis.


Este não é um romance sobre rainhas e imperatrizes, mas sim um relato verídico das vidas de seis mulheres que, ditou o destino, se tornaram governantes de grandes nações. É, acima de tudo, uma espécie de diário privado das mesmas, onde vamos conhecendo, desde o nascimento até à morte, os seus sonhos e desejos, dramas e dores, preocupações, amores e traições em cenários tão grandiosos como o palácio de Versailles, em França ou o Palácio de Inverno, na Rússia.

Quase todas estas rainhas já tiveram as suas vidas retratadas em filmes, séries e romances, ficando, no entanto, sempre algo para contar - aquele pormenor que as torna humanas, de carne e osso como os restantes mortais. E é mesmo isso que encontramos neste livro, um olhar sobre o mais íntimo destas figuras maiores do que a vida e quase que nos sentimos mais próximos de Maria Antonieta, Alexandra Romanov, Vitória de Inglaterra, Eugénia de Montijo, Sissi e Cristina da Suécia.

Gosto imenso de História e deste tipo de biografias/ memórias mais intimistas e este livro não deixa nada a desejar, pois está bastante bem escrito, narrando-nos todas as histórias resumidamente mas focando os pontos mais marcantes e os catalisadores dos tristes desfechos que todas tiveram. Com excepção de Cristina da Suécia e de Eugénia do Montijo, já conhecia a maior parte das histórias destas grandes figuras (pensava eu!). Fiquei a saber coisas das quais desconhecia e que me permitiram criar uma empatia profunda por todas.

Espero que haja uma espécie de continuação, com histórias de mais rainhas, pois gostei mesmo muito da abordagem da autora ao assunto. Já pesquisei mais um pouco sobre o outro livro da autora, "Divas Rebeldes", que conta as histórias de Maria Callas, Coco Chanel, Wallis Simpson, Eva Perón, Barbara Hutton, Audrey Hepburn e Jackie Kennedy mas, não sei porquê, não me cativa tanto.

Se gostam de memórias ou simplesmente têm curiosidade sobre estas seis personagens da História, não podem deixar de ler este livro.

0 comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com